O conselho nutricional.

Pizzalovers com responsabilidade!

O programa aproveitou a experiência de uma Bióloga especialista em Nutrição que a cada episódio orientou sobre ingredientes e massas.

Aqui está a declaração da Dra. Alessandra Botta sobre seu papel no programa de TV:

“A experiência vivida no âmbito do programa de televisão PizzaGirls, no papel de especialista em Nutrição, foi muito emocionante e formativa, entre os vários tipos de farinhas e massas que foram feitas pude admirar e aprender algumas técnicas com a perícia dos pizzaiolos e a curiosidade sobre a arte de fazer pizza que irei guardar quando em casa tentar colocar minhas mãos na massa. Como grande defensora da igualdade de gênero e ex-árbitro de futebol, posso entender o que significa trabalhar em um ambiente masculino onde paixão e coragem ajudam-te a ultrapassar todos os obstáculos e dificuldades, por isso não pude deixar de participar neste projecto inovador, com uma formação social tão importante, que permite à mulher demonstrar o seu valor e as suas capacidades num ambiente de trabalho ainda masculino prerrogativa, mas "pizza é mulher" e muitas vezes testemunhamos cenas de mães e avós que fizeram fazer pizzas para entes queridos, por isso a figura da mulher na pizzaria deve ser a prática e não a exceção. Espero que este programa dê aos muitos telespectadores que queriam tentar sua mão neste trabalho, mas que foram impedidos por estereótipos limitantes, essa coragem para se questionar e dar aquele passo de trabalho decisivo. Devemos esclarecer esse tabu, não há empregos para um ou outro sexo, todos isentos de preconceitos e inclinados às suas paixões devem ter as mesmas oportunidades de trabalho, para expressar seu potencial e os mesmos prêmios, as únicas diferenças anatômicas que distinguem a mulher da o homem não é um discriminador válido para impedir que as mulheres realizem seus sonhos.

Saber escolher e combinar os ingredientes para adicionar à pizza e outros pratos, com base no conhecimento das propriedades e valores nutricionais dos alimentos, é de fundamental importância para uma alimentação informada. Uma alimentação saudável é a primeira forma de prevenção primária no aparecimento de doenças e a educação alimentar é a ferramenta de que dispomos para saber nos alimentarmos corretamente. Pizza é uma refeição completa que contém todos os macronutrientes de que precisamos, carboidratos, proteínas, lipídios e não é um alimento para ser demonizado. Mesmo quem segue uma dieta para emagrecer ou manter o peso pode desfrutar do prazer de comer pizza uma vez por semana, de preferência na hora do almoço para dar ao corpo tempo para digerir todos os nutrientes e queimar algumas das calorias ingeridas. tarde da noite. Existem alguns cuidados a serem observados para reduzir o teor calórico total da pizza e torná-la uma refeição mais balanceada em seus macronutrientes. Evite comer a cornija para reduzir a quantidade de carboidratos consumidos, prefira as pizzas vermelhas às brancas, pois têm menos gordura e calorias e, além disso, o tomate é rico em licopeno, um poderoso antioxidante e antitumoral que muda para a forma química durante cozinha que se torna mais assimilável pelo corpo. Outros truques para manter alto o poder antioxidante da pizza é a adição de azeite de oliva extra virgem cru, após a pizza ter sido assada, pois os polifenóis e vitaminas presentes no óleo se degradam em altas temperaturas, modificando assim suas características benéficas. Reduza a quantidade de gorduras animais saturadas, evitando a escolha de ingredientes como banha, bacon, salame. Prefira uma massa integral para aumentar a participação de fibras que reduzem a absorção de gorduras e carboidratos, ao mesmo tempo que aumenta a sensação de saciedade e pelo mesmo motivo prefiro a adição de vegetais ricos em fibras como abobrinha, pimentão, berinjela, preferindo cozinhar no forno ou adição de salada crua, escarola, rúcula, radicchio, quando a pizza é retirada do forno. Boa pizza para todos "

Dra. Alessandra BOTTA

Biólogo especialista em nutrição

Nascida em Salerno, formou-se em Biologia com especialização em Molecular, Saúde e Nutrição na Universidade "Carlo Bo" de Urbino . Participou de diversos treinamentos e seminários sobre Nutrição e estilos de vida saudáveis, nutrição na gestação, nutrição pediátrica, nutrição esportiva, nutrição em condições de sobrepeso, transtornos alimentares, bulimia, anorexia, obesidade, sobre o papel que abrange a nutrição no aparecimento de doenças crônicas - patologias degenerativas, na criação de dietas personalizadas para indivíduos saudáveis ​​e com patologias, diabéticas, gastrointestinais, nefrológicas, cardiovasculares, oncológicas, dermatológicas, bem como no papel que a Nutrição desempenha na epigenética, ou na expressão génica influenciada pela ingestão alimentar .

Ele colabora para vários projetos de pesquisa com a Organização de Pesquisa em Saúde Sbarro na Temple University of Philadelphia com o Prof. Antonio Giordano.

  

IMG-20181127-WA0016.jpg
DSC00085_edited.jpg